Werther Krohling
“Oficialmente” ciclista desde 2012 (depois de ter abandonado a bicicleta durante a juventude), utiliza a bicicleta como meio de transporte urbano, em atividades de lazer e esporte. Praticante de ciclismo de longa distância (Audax / Randonneur) brevetou a Série Super Randonneur em 2014 aos 40 anos. Pai do Gui (ciclista mirim de 9 ano) é produtor e apresentador do Beco da Bike.

Email, Facebook, Twitter, Instagram

Felipe Reis
Faz-tudo do Beco da Bike, Tenta fazer alguma coisa no Scicast e tentando ser editor de Podcasts. Bicicleteiro desde criança, que deu um tempo na adolescência enquanto começou a fazer trilhas de moto, retornou aos pedais há pouco mais de 2 anos.

Email, Facebook, Twiter, Instagram

Roberto “Pena” Spinelli
Pena se recusa a colocar biografia pois isso é muito mainstream ele é hipster e não faz essas coisas como os outros.

Danilo Simonetti
Ciclista desde criança, me desencontrei da bike no final da adolescência e tive a felicidade de reencontra-lá após os 30. Faço meus deslocamentos na maioria das vezes de bike, pois desisti de ter carro e de ser mais um preso no trânsito de São Paulo. Faça chuva ou faça sol, a bike é o melhor transporte nessa cidade alucinada, seja para ir ao trabalho, estudar ou lazer. Essa filosofia já está impregnada na família, passando pela esposa e pela filha de 8 anos, que já pedala como gente grande!

Email, Twitter

Philip Steffen
Podcaster, Editor, programador e ciclista gaúcho que mora em São Paulo, cansado de ter que acordar às 5:30 da manhã para chegar as 9h no trabalho, a mais de dez anos atrás , Philip resolve se arriscar e ir de bicicleta. Com isso sua paixão pelo ciclismo urbano e de locomoção teve inicio. Hoje detentor de duas lindezas: Epona, uma Trek 1.0 e Valkyria, uma Aventon Highsnobiety

Também encontrado em: O Filmante, Strava, Facebook e Instagram

%d blogueiros gostam disto: