Escolhi a Eurovelo15 como primeira viagem para a Europa

Olá querid@ amig@ do beco, sou eu o Phil, você deve me conhecer pelo grupo do telegram e também do podcast. O que?! Não ouviu o podcast ainda?! Corre lá e ouve o episódio de fixa!!! o Primeiro que eu participei!

Neste meu primeiro texto do site irei contar por que escolhi a Eurovelo para ser minha cicloviagem.

Bem, como o site está inaugurando… decidimos que colocaremos alguns textos aqui… Fiquei me indagando… O QUE VOU ESCREVER?!

Já sei!!! Contarei sobre minha preparação para a Eurovelo15 que farei em julho de 2018.

“Pera Phil, Que é a Eurovelo15?!”

Ok… Vamos por partes…

A Europa terá construído até 2020 ciclovias e sinalizações por toda sua extensão para estimular o cicloturismo. Ao fim de sua construção serão mais de 70 mil quilômetros. Estas ciclovias estão divididas em várias rotas enumeradas e nomeadas. A que me interessou(por já estar pronta e por passar por países que são prioridade pra mim) foi a Eurovelo 15 Rota do Rio Reno.

Mapa da euroVelo 15

EuroVelo 15 – Ciclo rota do rio Reno

Esta rota se inicia na nascente do rio em Andermatt na Suíça e segue por toda sua extensão até desembocar no mar norte próximo a Roterdã na Holanda. Passando pela Alemanha e França no meio do caminho.

Ou seja, passa exatamente por todos os países que são prioridade pra mim, Suíça com seus Alpes lindíssimos, Alemanha com suas catedrais góticas, ambientes medievais e fundação da minha família, França, com sua forma de abraçar carinhosamente as bicicletas e manter o clima medieval e Holanda, o país das bicicletas.

Claro… estenderei o pedal até Amsterdã, pois estarei alí do lado… e deixar de conhecer a famosa cidade das bicicletas seria um pecado capital para um apaixonado por ciclismo como eu.

São 4 países, 1233 Km de ciclovia e paisagens maravilhosas.

Meu planejamento teve inicio no fim do ano de 2017 quando houve uma mudança de planos, anteriormente eu iria para o Japão, porém acabei adiando esta viagem para um futuro não muito distante. Com isso tive que pensar em algum lugar pra visitar nas minhas férias, então por que não unir o útil ao sensacional?!

Pesquisei inicialmente por: “Europa de bicicleta”, as primeiras viagens que aparecem são sobre Santiago de Compustela… Não me leve a mal… mas Portugal e Espanha pra mim é muito mainstream, e Santiago de Compustela mais ainda…

Queria algo diferente… Foi então que comecei a procurar por termos em inglês e descobri exatamente o que procurava.

Acredito que muitos brasileiros não conheçam essa rota, tanto que não encontrei nenhuma reportagem em português sobre ela. Mais um motivo para eu iniciar esta série de textos contando como estou me preparando para esta viagem.

Portanto… venha comigo nesta jornada de planejamento. Dá uma olhada abaixo em algumas imagens pra se inspirar também:


Phil

Podcaster, Editor, programador e ciclista gaúcho que mora em São Paulo, cansado de ter que acordar às 5:30 da manhã para chegar as 9h no trabalho, a mais de dez anos atrás , Philip resolve se arriscar e ir de bicicleta. Com isso sua paixão pelo ciclismo urbano e de locomoção teve inicio. Hoje detentor de duas lindezas: Epona, uma Trek 1.0 e Valkyria, uma Aventon Highsnobiety

%d blogueiros gostam disto: